( Resenha ) Imperfeitos - Livro 1 da Série Flawed de Cecelia Ahern @NovoConceito


Editora Novo Conceito

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse AQUI.

Resenha


Imperfeito: errado, defeituoso, maculado, danificado, distorcido, deteriorado, inadequado, deficiente, incompleto, invalido. (de uma pessoa) que apresenta falha de caráter.

Imperfeitos é uma distopia sensacional! A escrita de Cecelia Ahern é perfeita. Há muito tempo não lia uma história que me trouxesse tanta emoção. Uma mistura de sentimentos. Extraordinário! Não é preciso dizer que AMEI o livro! (com letras maiúsculas mesmo!).

Em uma sociedade futurista onde qualquer imperfeição é julgada e punida com extremo rigor, as famílias se transformam em modelos de comportamento, regulando suas formas de falar, pensar e agir. Muitos acreditam que os “imperfeitos” são pessoas indignas de contato.

As pessoas julgadas imperfeitas são marcadas com um I em diferentes partes do corpo, (dependendo de seu crime) vivem amedrontadas, seguindo regras rígidas e sofrendo preconceitos inimagináveis de uma sociedade manipulada pelo governo.



Dento desta sociedade, Cecilia North é perfeita! Educada, inteligente, linda, centrada. Um modelo de comportamento, a ideal cidadã! Namorada de Art , filho do Juiz Crevan vê sua vida virar de cabeça para baixo.
“A perfeição podia ser reproduzida? Muitas formas de conseguir isso foram testadas, e o governo acabou ficando com a opção do tribunal do Crevan e sua marcação de imperfeitos. Não importa o que a pessoa fizesse, a condenação do imperfeito jamais seria revogada. Ela a leva para o tumulo. Sofre as consequências de um único erro para o resto da vida. Seu castigo serve como lembrete aos outro para pensar antes de agir.”
Cecilia vive em uma família perfeita até na forma de se vestir. Sua mãe mantem-se afastada de seu pai, avô de Cecilia e Juniper por entender que a forma de pensar dele pode agredir a imagem de sua família. Ninguém consegue pensar e agir sobre princípios diferentes do que é imposto por aqueles que comandam esta máquina. Isso seria digno de uma marcação! 


A menina perfeita encontrará um dilema pela frente e terá que pensar e agir muito rápido! Ela é boa e altruísta. Será julgada! Será capaz agora de pensar e refletir sobre todas as regras que acreditava serem perfeitas. Conhecerá o verdadeiro sentido de coragem e amadurecimento.
“Aprendi que ser corajosa significa sentir medo o tempo todo. A coragem não nos domina, ela luta e enfrenta as dificuldades por meio das palavras e das atitudes que você toma. É uma batalha ou uma dança que vai se impregnando. É preciso coragem para vencer, mas é preciso muito medo para ser corajoso.”
Cecília viverá momentos de angustia e pavor. Conhecerá Carrick que a observará e no momento mais difícil estará ao lado dela dando a força que ela precisa.
“Não sei o que ele está fazendo, mas de repente tudo faz sentido. Junto-me a ele e ergo a mão direita sobre o vidro frio , espalmando-a sobre a dele. Minha mão parece de boneca perto da dele e percebo que o vidro que nos separa é a única coisa que nos une. Apoio a cabeça no vidro e a mão dele percorre meu rosto, depois se afasta e dá um soco no vidro.”
Este livro fala sobre preconceito, corrupção e principalmente sobre ser fiel aos sentimentos de lealdade e compaixão. Foi maravilhoso conhecer Cecilia, a personagem que narra a história e a ver amadurecer a cada página. 

Imperfeitos é o primeiro livro da série Flawed. Espero ansiosa a continuidade da série para que Cecilia , Carrick, Art e Juniper consigam destruir todos os conceitos impostos a eles!

12 comentários

  1. Adorei a sinopse de Imperfeitos.
    Fiquei bastante curiosa para saber quais são os critérios para os locais de marcações e quais são os parâmetros para ser considerado imperfeito.
    Fiquei bastante surpresa da autora escrever um livro do gênero distopia, YA. Só havia lido romances dela.
    Adorei a capa! É linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah Pamela! Os critérios para que as pessoas sejam marcadas são o que mais me causou angustia. Queria ser Cecilia para lutar contra os devaneios desta sociedade.... :)

      Excluir
  2. Eu não conhecia nada da série ainda mas achei a premissa bem interessante. Gosto de distopias e essa me chamou atenção. Imagina só... as pessoas imperfeitas viverem excluídas e serem considerados tão anormais.

    ResponderExcluir
  3. Olá,assim que vi a capa do livro, não imaginei que fosse uma distopia.
    Pensei que fosse um livro de romance fofo.😊
    E como me enganei né?!

    E sim!
    Deu para perceber o quanto esse livro mexeu com você.

    Não deve ser fácil viver em uma sociedade em que tudo deve ser absolutamente perfeito.
    E quando se sai desse padrão, tudo desaba!
    Acredito que isso acontecerá com a personagem principal .

    Gostei!

    ResponderExcluir
  4. Achei linda essa capa, e a história parece ser muito boa, apesar de ser uma fantasia trata de assuntos tão reais e atuais.
    Não sei se é só impressão, mas esse livro me lembrou O Doador de Memórias.

    ResponderExcluir
  5. Que livro maravilhoso, e apesar de se tratar de uma distopia, uma história futurista, ainda sim consigo ver semelhanças com a nossa atual sociedade. Corrupção, a julgamento pelas imperfeições, por suas escolhas fora do padrões, entre outras coisas. Imagino que essa garota esteja cansada de toda essa situação, e terá de enfrentar todo esse tormento não será fácil. Quero muito esse livro, e estou ansiosa pela leitura.

    ResponderExcluir
  6. Hallo!!

    Distopias sempre me chamam a atenção, então faz tempo q eu to com esse livro nos desejados, mas não tinha ido ler antes de ler os que estão a mais tempo na fila de leitura...Mas com tantos elogios fica meio dificil resistir hahaha

    Já leu Fragmentados? Tem muito de corrupção nesse tbm e é bom d+

    bjbj

    ResponderExcluir
  7. Geralmente associo a Cecelia a drama já que a maioria dos livro dela que me lembro é desse estilo.
    Amei a mudança e a resenha me deixou curiosa para conhecer essa sociedade. Achei bem próxima da nossa que também cobra a perfeição e quem não a atinge acaba sofrendo muito preconceito.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Achei a premissa desse livro, muito interessante e diferente. Gosto desse estilo de leitura, então, claro que já está na lista de desejados.
    Sua resenha está ótima. Fiquei mais motivada pela leitura e com uma boa expectativa.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Ainda não li nenhum livro dessa autora, mas achei muito interessada essa distopia dela, acho essa sociedade que temos bem interessante e principalmente os temas que a autora consegue tratar atras dessa historia, se tiver oportunidade quero ler !!

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por