( Resenha ) Novamente Você de Juliana Parrini @Suma_BR

Suma de Letras Brasil
Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse AQUI.

Resenha



"Eu tinha certeza de que nunca mais voltaria. Ledo engano. Aqui estou eu, de volta ao único lugar no mundo pelo qual tenho aversão."


Maria Rita tornou-se Miah, depois de deixar para trás o marido, Leonardo Júnior, os pais e as irmãs, para viver uma nova vida longe da pobreza e da pequena Vila em Ilha Grande, de onde sempre desejou sair. Construiu uma vida perfeita em Santa Mônica nos Estados Unidos. Hollywood a consquistou e ela mudou de humilde e serena, para arrogante e superficial. 


Com trinta e dois anos, depois de passar doze anos longe, retornou do mesmo modo que partiu, sem maiores explicações e acabou percebendo o quanto as coisas haviam mudado, muito mais do que imaginava, e que seus atos tiveram grandes consequências. 

"O que estou fazendo aqui? Cubro a boca com as mãos e encaro o mar com a lua cheia ao fundo. Se eu fosse do tipo que chora, com certeza já estaria derramando lágrimas, mas não, eu não choro."

Leonardo Júnior ou apenas Léo, estava com trinta e quatro anos, passou de um simples caiçara para um homem muito bem-sucedido, empresário, dono de uma pousada e de uma frota de barcos. Miah era o grande amor da sua vida e o magoou muito, mas com o tempo ele superou. Todavia, ao revê-la sentiu-se atordoado, pois imaginava que jamais voltaria. 

"Olhando para seu rosto, eu tenho a confirmação de que a imagem na minha cabeça correspondia exatamente à realidade. Depois de tantos anos, começamos a esquecer o rosto das pessoas, mas o dela foi simplesmente impossível de apagar."

Apesar da raiva que nutria por ela, Léo fez questão de levá-la até onde a família morava, nos fundos de sua pousada. No instante em que a viu, dona Amélia, mãe dela, mostrou-se incrédula e furiosa. Nunca tiveram uma boa relação, era de se imaginar que aquilo aconteceria. 

Maria Flor era a caçula das três irmãs, a mais doce e apegada a Miah, enquanto Maria Eduarda, estava no continente estudando biologia marinha, e a odiava porque nutria certa obsessão por Léo, e o seu retorno podia estragar qualquer possibilidade de ficarem juntos. Miah descobriu que os pais haviam se separado e isso a impactou profundamente, o pai se mudou para a Vila de Dois Rios e ela queria vê-lo com urgência.

"Nada mal mesmo! O que eu estou fazendo? Ah, whatever, estou só apreciando o que um dia foi meu."

Miah sempre se sentiu um peixe fora da água naquele lugar, já que era a única que demonstrava alguma ambição, pois todos pareciam conformados com suas vidas pacatas. Ela sempre desejou conquistar o mundo, enquanto Léo pertencia aquela Ilha. Ele sentia-se desnorteado com aquela repentina aparição e não conseguia parar de pensar nela. 

"O rosto angelical, as sardas, os olhos verdes. Puta que pariu, Leonardo Vianna Júnior, pare de bancar o babaca!"
Miah voltou como um fantasma assombrando a todos que a conheciam, cheia de exigências, sustentando a pose de dondoca. Todavia, quando estava sozinha com Léo, a antiga Maria Rita despertava, desejando-o e provocando nele um turbilhão de sentimentos.

"Às vezes, eu e Leonardo nos deitávamos na areia da praia e pegávamos no sono. Quando acordávamos, o dia já estava amanhecendo. Vivi muitas coisas boas, mas nem sob tortura confessaria."

As lembranças mantinham-se vivas na mente de ambos, no fundo eles continuavam sendo as mesmas pessoas apaixonadas do passado. Precisariam lidar com os sentimentos cada vez mais aflorados e uma paixão que nunca se apagou. 


Um romance encantador, cheio de reviravoltas, intenso e muito emocionante, que roubou o meu coração. Narrado em primeira pessoa, intercala entre os pontos de vista dos protagonistas, Miah e Léo, algo que eu gosto muito. Contém referências de palavras em inglês e de músicas. 

Sou apaixonada pela escrita da autora, já li e amo todos os livros publicados, porém, este se tornou o meu mais novo queridinho. Os personagens são espirituosos e marcantes, do tipo que ficam na lembrança mesmo depois de muito tempo da leitura. 

Tudo é incrivelmente harmonioso. A capa é linda, me conquistou desde que a vi e tem relação direta com a história. A diagramação é simples e a revisão exemplar.

Dou cinco estrelas, favorito e recomendo muitíssimo!!!

Músicas

Theses Arms Of Mine - Otis Kedding
Super Duper Love - Joss Stone
Fogo - Capital Inicial
Só Hoje - Jota Quest
Grace is Gone - Dave Matthews
Let's Get It On - Marvin Gaye



Um comentário

  1. Que linda resenha!!!! Ameiii! Obrigada Clã dos livros pela linda parceria! <3

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por