( Resenha ) Sofia - Livro 1 da Trilogia Irmãos Bastilli de Barbara Biazioli

Publicação independente

Leia a sinopse AQUI.

Resenha



Sofia é o primeiro volume da série Irmãos Bastilli que promete ser inesquecível. Já estou ansiosa para ler os próximos. 

Sofia Bastilli é uma competente alta executiva e princesa do império de sua família, a Bastilli Barche, que atua no ramo de barcos em Gênova. Favorecida por sua destreza e elegância, cuida muito bem do quadro financeiro da empresa. Uma mulher muito disputada entre os homens, porém, nenhum deles nunca conseguiu chegar ao coração dela. 



Tendo recentemente terminado o namoro com Joel, por ele ser aficionado a uma lancha, que tratava com amor doentio nomeando-a de Dolce Marina em homenagem a mãe. No entanto, ele é amigo de seu irmão mais velho Paolo, cujo instinto protetor faz com que Sofia se sinta vivendo sob câmeras de vigilância. Já Domenico, Dom, seu outro irmão, vive sem limites e topa qualquer coisa. 



“... não posso dividir a minha vida com alguém que sofre de algum tipo de distúrbio e possivelmente prefere um barco a mim.”


Heiden é a herdeira do Grupo Solidan, que fornece as madeiras das embarcações para a Bastilli e melhor amiga de Sofia. As duas são inseparáveis. Heiden sempre odiou Joel e tem um desejo reprimido por Paolo. Elas saem acompanhadas de mais alguns amigos para comemorar a primeira noite de solteira de Sofia, e ela se depara com Brad Zanatta. 

“― Me desculpe ― ele diz e eu elevo meus olhos até ele, quero esboçar um palavrão imenso e sem educação. Encaro-o e sinto o copo escapar da minha mão, sinto alguns cacos atingirem minhas pernas e ele continua dizendo que lamenta muito e eu não sei por que fiquei sem reação, acho que porque ele colocou a mão de forma indireta em meus seios e porque amanhã eu vou ter que olhar para ele na Bastilli Barche caso Paolo requisite minha presença em sua sala.”

Brad Zanatta é um homem dotado de muito charme, cujo maior vício é o jogo, um mal herdado do pai. Com uma vida financeira fracassada, deve muito dinheiro e o tempo para quitar a dívida está acabando. Trabalha na Bastilli Barche há pouco tempo como desenhista de barcos, um funcionário competente que é elogiado por seus projetos.


“Ele me olha nos olhos e desce até meu vestido e eu fico encabulada. Ele tocou nos meus seios e ele se mostrou habilidoso com as mãos... seus desenhos são bons.”
Ele já observava Sofia de longe por algum tempo, mas somente naquela noite teve a oportunidade de se aproximar. Encontrando a oportunidade perfeita para resolver seus problemas. Entretanto, Brad acaba determinado a conquistar o coração dela, arriscando seu emprego. 
“Ele é bonito demais para desenhar barcos. Pensamento idiota.”
Um romance encantador, sedutor e apaixonante que me envolveu do início ao fim. Narrado em primeira pessoa, intercalando os pontos de vista de Sofia, Brad, Paolo e Dom.

A escrita da autora é detalhista e fascinante. Conduziu a trama com perfeição e construiu personagens atraentes e interessantes. 

A capa é linda e delicada, remete ao cenário romântico. A diagramação é simples e a revisão ótima.

Dou cinco estrelas, favorito e recomendo para quem aprecia o gênero!





Um comentário

  1. Oi, Ingrid! Tudo bem?

    Essa capa... linda demais!
    E sua resenha está impecável! Parabéns!
    Gostei muito da forma como escreveu e detalhou os pontos principais do livro.

    Beijos,
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por