( Resenha ) Salve-me de Rachel Gibson @geracaobooks

Geração Editorial

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse AQUI.

Resenha


Sadie Hollowell está de volta à cidade de Lovett no Texas. Retornar não estava em seus planos, mas após o convite da tia para ser dama de honra no casamento de uma prima, ela não teve como escapar. Com 33 anos e solteira, ela certamente seria alvo dos fofoqueiros da pequena cidade e das senhoras que tem certeza de que ela já deveria estar casada.

Sadie saiu de lá ainda jovem para esquecer. Muito pequena perdeu a mãe e foi criada pelo pai, um rancheiro típico que colocava a fazenda e seus animais na frente de sua própria filha. 

Mesmo temendo as fofocas e o reencontro com o pai ela foi e no caminho encontrou uma surpresa: um carro quebrado na beira da estrada com um homem enorme e sexy pra caramba. Temerosa, a príncípio, mas sem conseguir abandonar o homem ali, ela lhe dá uma carona. Mal sabe Sadie que Vince, um ex-militar com uma grande carga de recordações ruíns estava chegando por ali para ficar.


A luz morna banhou o perfil do homem quando ele se moveu até ela. Era do tipo de cara que deixava Sadie desconfortável. Do tipo que veste couro e bebe cerveja amassando as latas vazias na testa. (...) Do tipo que ela evitava como brownie com calda quente porque ambos eram más notícias para as suas coxas.

Os dois se reencontram no casamento da Sadie e ali se pegam pela primeira vez (claro que terão outras). A atração entre eles é muito forte, mas nenhum dos dois deseja um envolvimento. Ele, pela carga emocional e lembranças que traz de seu passado na guerra e ela por saber que sua estada na cidade será muito curta. Além disso, Sadie já tinha tido seu coração quebrado uma vez, então era cautelosa para se envolver, mas isso não queria dizer que não sabia aproveitar as aventuras que a vida proporciona, e Vince era uma aventura e tanto.


Agora estava mais esperta para amar tão cegamente. Já havia feito isso e não tinha interesse em homens emocionalmente indisponíveis. Homens como seu pai, que desligavam quando alguém chegava perto.


Porém a vida sempre pode surpreender, e Sadie precisará ficar na cidade durante um bom tempo, e o que seriam apenas alguns encontros quentes, se transformam em vários. Além da vontade de estar perto de Vince, que ataca o coração de Sadie, ela também começa a se aproximar de seu pai e sentir-se de novo parte da cidade. Colocar um chapéu de cowboy e um cinto podem mexer com uma moça do interior.

Já Vince se esforça para viver sua vida, sem se envolver e sem reservar muito tempo para pensar. Pensar o fazia se lembrar do que viveu na guerra e isso ele preferia evitar. Porém agora, sua cabeça estava cada dia mais cheia de lembranças de seus momentos com Sadie.

Seu propósito era claro. Não havia vácuo mental. Nada de muito tempo para pensar. Em qualquer coisa.

Salve-me é um livro com uma boa parcela de tudo o que é bom. Romance, cenas quentes de virar os dedinhos dos pés, um homem sexy, dramas pessoais e diálogos interessantes. 

Chorei, ri e torci muito para que os dois ficassem juntos.


- Querida, você acha que aquele orgasmo valeu quarenta centavos?
- Já tive melhores - Talvez, mas não tão rápido.
- Ainda vale mais do que quarenta centavos. Você disse: Ah, meu Deus, pelo menos duas vezes.


O livro é todo narrado em terceira pessoa, com uma capa linda, que segue o mesmo padrão das outras capas dos livros da autora, publicados pela Geração Editorial.

Maravilhoso como costumam ser as histórias de Rachel Gibson, que é uma das queridinhas do Clã <3 





Nenhum comentário

Postar um comentário

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por