( Resenha ) O Príncipe dos Canalhas de Loretta Chase @editoraarqueiro - Livro 3 da Scoundrels (Débauchés) Series

Editora Arqueiro

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse AQUI.

Resenha





(...) Ele era Dain, o lorde Belzebu em pessoa.
Não temia a fúria da Natureza nem a sociedade civilizada. 

O Marquês de Dean, também conhecido como Belzebu, não teve uma infância e juventude fácil. Após ser abandonado pela mãe e rejeitado pelo pai, que não suportava olhar para ele, foi mandado para a escola onde sofreu várias humilhações, até se revoltar e mostrar do que sua fúria era capaz. Sempre visto como cria do demônio por sua aparência rude e seu comportamento muitas vezes assustador, ao crescer conquistou o respeito de todos, por sua inteligência, astúcia e também por seu tamanho e habilidade. Ninguém desejava estar em seu caminho. Após a morte de seu pai, ele herdou o título de Marquês e as dívidas, mas reverteu tudo com o dinheiro que conquistou e se tornou um homem de muitas posses.


Lidar com os problemas financeiros deixados pela mesquinhez do pai foi brincadeira de criança para ele.

Acostumado a ser rejeitado por sua aparência (ele é um homem grande e forte, com a pele morena por conta de sua descendência italiana e um nariz grande) e sua fama, Dain fugia das damas que nunca o queriam e poderiam trazer problemas e se divertia com as prostitutas, sempre dispostas a receber seu dinheiro.

Jessica Trent chega à Paris para salvar seu irmão. O que ela tem de inteligente, o irmão mais velho tem de tapado. Ele não é capaz de fazer boas escolhas e seguindo os passos do conhecido Belzebu afundou-se em dívidas e problemas. Ela precisa afastar seu irmão de Lorde Dain antes que sua dívida seja impagável. Mas apesar de já ter sido avisada sobre Dain e sua força, Jessica não poderia estar preparada para o que a presença dele lhe causaria. Os dois se encontram em uma loja de antiguidades e se encantam, um com o outro, mas ambos tentam não demonstrar.

- Seus olhos - disse ela, com o olhar firme - são muito negros. Parecem ser de um castanho bem escuro. Mesmo assim, a ilusão é... esmagadora.
Houve uma rápida sensação de ser apunhalado perto do diafragma ou na barriga, ele não conseguiu saber onde.
Sua compostura não vacilou nem um milímetro. Tinha aprendido a mantê-la mesmo nas piores situações.
- A conversa avançou para o lado pessoal com uma rapidez impressionante - argumentou ele. -  Você está fascinada pelos meus olhos.
- Não consigo evitar - respondeu ela, com o olhar firme - São extraordinários. Tão negros. Mas não queria que se sentisse desconfortável.

Ela é uma mulher a frente de seu tempo e apesar de ser uma dama, tem inteligência e confiança suficientes para fazer escolhas e bons negócios.

Após esse encontro Jessica sente-se muito atraída por Dean e sua masculinidade. Ele é todo grande, homem, másculo e inteligente. Então acaba sendo aconselhada por sua experiente avó a fisgá-lo. Ela despachou vários pretendentes ótimos, pois não deseja se casar, mas sentiu-se balançada pelo marquês.

- Droga - disse ela, fitando o olhar prateado e brilhante da avó. - Não é apenas humilhante, mas também  inconveniente. Sinto desejo por Dain. Tinha que ser logo agora. Tinha que ser logo ele.
- Não é conveniente, eu concordo. Mas trata-se de um desafio interessante, não acha?
- O desafio é arrancar Bertie das garras de Dain e daqueles imbecis degenerados.
- Seria muito mais lucrativo arrancar Dain dessas companhias e tomar conta dele você mesma - disse a avó. - Ele é jovem, forte e saudável, muito rico, tem uma linhagem excelente, e você sente uma atração poderosa.
- Ele não daria um bom marido.
- O que acabei de descrever é o tipo de homem que daria um marido perfeito - disse Genevieve.

Lorde Dain já estava mais do que acostumado a sentir atração por damas proibidas e se deitava com prostitutas até que esse desejo insano acabasse e acreditou que com Jessica Trent seria a mesma coisa, porém a inteligência daquela mulher o perturbava e desafiava e seus encontros cheios de provocação eram inesquecíveis.

Jessica consegue comprar uma pintura valiosa pagando um pequeno valor, o que desperta o interesse de Dain. Esta pintura vai virar alvo de disputa entre eles, que começam uma batalha para ver quem é mais forte e resistente. Quem é capaz de irritar mais ao outro.

- Olhe, segure a sua língua e me escute - avisou ele. - Não sou um dos seus brinquedinhos para ser zombado e humilhado por uma garotinha de meia-tigela que se acha esperta. Não dou a mínima para o que as pessoas veem, pensam ou dizem. Não sou um cavalheiro, Srta. Trent, e não sou gentil. Para o diabo com a impertinência.
- E eu não sou uma de suas vacas estúpidas! - retrucou ela. - Não sou paga para fazer o que você gosta, e nenhuma lei da terra me obrigará a agir de tal maneira. Eu digo o que quero e, nesse momento, fico muito contente em deixá-lo furioso. (...)

Em meio a diálogos inteligentes e interessantes, humor, tiros, beijos na chuva, desonras, fofocas, disputas, intrigas e apostas, vemos um romance cheio de tensão sexual entre dois titãs.  

Lorde Dain não é como os protagonistas dos livros românticos que geralmente leio. Ele é inteligente e astuto, mas não é confiante em relação às mulheres, não se acha atraente, ao contrário, está acostumado a ver as mulheres se afastando quando se aproxima, mas isso não quer dizer que ele não seja habilidoso com o sexo feminino... Ele é experiente, mas não acredita que as mulheres sintam-se atraídas por ele. E isso vai lhes causar alguns problemas...


Em todos esses anos, desde que chegara a Eton, nenhuma mulher fizera algo para ou por ele até Dain começar a lhes pagar. (...)
Jessica o abraçava como se sua vida dependesse disso e o beijava sem parar como se o mundo fosse acabar. Não havia nenhum a "menos que" ou "até que" naquela situação.
(...)
Sognavo di te.
Sonhei com você.
Ti desideravo nelle mia braccia dal primo momento che ti visto.
Desejei-a em meus braços desde o primeiro momento em que a vi ...


O enredo é bem articulado e muito envolvente. Os personagens são bem construídos e emocionantes.
O Príncipe dos Canalhas é maravilhoso.
Apaixonante ... um romance histórico inesquecível <3



Entrou para a minha lista de favoritos!

Sinto que escolhi muito bem os livros desta Maratona, pois estou amando todos eles ...ai...ai...






Para quem não sabia O Príncipe dos Canalhas faz parte de uma Série. 


Palavras da autora:
Esta série nunca teve um título, porque, ao contrário The Carsingtons e The Dressmakers, não foi planejada como uma série. Mas ao escrever The Lion´s Daughter fiquei intrigada com uma personagem, Ismal, o que levou a Captives of the Night, em seguida, mais dois livros de corpo inteiro e uma novela, em todos, os personagens familiares fazem aparições, às vezes em papéis principais, às vezes não .
Todos os heróis tem extrema necessidade de amor e de seu efeito transformador, porém Lorde Dain de Lord of Scoundrels, a peça central do grupo e um dos favoritos dos leitores de longa data é o mais necessitado.
Uma vez que tantas pessoas têm chamado esta série de Scoundrels, vamos ficar com isso, embora eu ainda tenho um fraco no meu coração para a escolha de minha editora francesa: Débauchés. Se você for capaz de pronunciá-lo, sinta-se livre para usá-lo.




Fonte: Site da autora
Tradução : Clã dos Livros, favor dar os devidos créditos



2 comentários

  1. Amei esse livro!!! Leve e divertido...
    Abraços
    http://meusamoresvariedades.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhh eu amo esse livro!
    Acho que o que mais me fez gostar dele foi o fato de o Sebastian fugir dos padrões dos mocinhos.. e mesmo assim ser impossível não se apaixonar por ele.
    A minha cena favorita é a do tiro hahahah Morri com a atitude dela :P

    Adorei a resenha, amiga!
    Beijos!

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por