( Resenha ) À Flor da Pele - Livro 1 da Série homônima de Helena Hunting @Suma_BR @HelenaHunting

Suma de Letras
Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse, AQUI

Resenha




Hayden era o oposto de todos que eu já tinha conhecido. Ele desafiava convenções em todos os sentidos, e isso aumentava minha queda por ele. Não tinha apenas beleza extraordinário, mas também era inteligente e intenso. ( ... ) assim como eu, ele era fechado; as tatuagens formavam paredes em torno dele. Eu sabia tudo sobre paredes, havia construído as minhas próprias.

Tenley Page se mudou para Chicago para fazer um mestrado. Ela é uma moça muito reservada e tímida, mas não consegue resistir aos avanços de Hayden. Ele é um tatuador lindo que trabalha na loja de tatuagens em frente ao apartamento dela. Os dois vivem se esbarrando no antiquário/livraria onde ela trabalha alguns dias na semana. Como Cassie, a dona do antiquário é tia de Hayden, é inevitável que ele esteja por lá todos os dias. 



Ela tenta evitar o contato com o sexy tatuador que movimenta os hormônios de seu corpo com apenas um olhar, mas não consegue. Ele deseja se aproximar e saber mais sobre a moça sexy que cora todas as vezes que eles se encontram.


De qualquer forma, eu registrei seus piercings enquanto ele inspecionava o meu. Argolas duplas no canto esquerdo da boca, um transversal na cartilagem da orelha direita e um curvo preto na sombrancelha direita. O cabelo era uma bagunça de cor escura; curto dos lados e mais comprido no topo. ( ... ) A camisa de mangas curtas revelava uma tela de tinta que cobria seus braços, sua história à mostra. Álém das tatuagens e dos piercings, ou por causa deles - não consegui me decidir - , ele era o homem mais lindo que eu já tinha visto.



Ela é inteligente, cheira a baunilha e cupcake, e tem curvas maravilhosas, que fazem com que Hayden queira se aproximar cada dia mais. Mas a moça tem um passado trágico que deixou muitas cicatrízes, físicas e emocionais e tem medo de se aproximar e se apaixonar. Ela se sente culpada por tudo o que lhe aconteceu e acredita que ninguém poderá amá-la após descobrir.


Além das medicações que toma eventualmente, Tenley está decidida a fazer uma tatuagem. Não uma qualquer, uma tatuagem grande, e carregada de simbolísmo. Algo como uma purificação da alma, por meio do sacrifício da dor. Uma lembrança do que ficou para trás.

- Qualquer tipo de alteração, seja para modificar as características físicas, como a cirurgia plástica, ou para decorar, como piercings e tatuagem, causa algum tipo de desconforto. Mas essa é a intenção, não é? É catártico porque é a promessa de mudança, de um jeito ou de outro. 
Apesar de não conseguir enxergar a si mesma assim, Tenley é uma artísta, mas em seu passado, sempre foi desencorajada a explorar esse lado de si mesma e acabou seguindo muito do que era socialmente aceitável. 

Hoje, longe da sua cidade natal e das recordações do que passou, ela se sente capaz de fazer coisas que antes não se permitia e fazer escolhas que antes não faria.

Hayden não é muito de seguir normas e regras e costuma viver a sua maneira. Ele também tem uma passado que quer esconder. Viveu muitas coisas, sofreu demais quando muito jovem e também fez escolhas ruíns das quais se arrepende, porém, infelizmente nem sempre o passado te deixa ir.

Quando se tratava de andar na linha, eu não tinha muita paciência. As pessoas se apegavam a códigos de conduta porque se preocupavam com o que os outros iriam pensar. Eu estava cagando e andando para isso. Na maioria das vezes.

O tatuador se encanta pela jovem tímida que desvia o olhar e quando ela pede para que ele tatue suas costas, Hayden se vê totalmente perdido. Apesar da regra clara de não se envolver com uma cliente, ele não consegue resistir às investidas da já não tão tímida Tenley, que demonstra estar sentindo a mesma atração irresistível que ele.

Os dois se envolvem em uma relação quente e intensa, que vai além do corpo. Eles começam a descobrir um pouco mais, um sobre o outro e ficam cada vez mais envolvidos.

- Mudei de ideia. - Ela abriu caminho. - Quero que você fique.
Dei um passo em direção a ela e hesitei.
- Tem certeza?
- Tenho.
 ( ... )
- Gosto da maneira como me sinto quando você está aqui. Não quero perder isso.
Havia uma vulnerabilidade na confissão de Tenley, como se fosse difícil admitir aquilo.
- Não espere dormir muito esta noite -- avisei, imprensando-a contra a parede.

Tenley e Hayden tem mais em comum do que podem imaginar e mesmo com a paixão e o afeto que brota sem pedir licença, os segredos e traumas do passado se revelam a cada instante, atrapalhando a relação.

À Flor da Pele tem vários personagens secundários que enriquecem a trama. Os amigos e sócios da InkedArmor, loja de tatuagens de Hayden são muito interessantes e bem construídos, palpáveis até. Sara, vizinha e amiga de Tenley, que descobre seu passado e se desdobra para protegê-la dos problemas, também merece destaque. Alguns dos personagens são realmente detestáveis, mas compõem o enredo de maneira perfeita.

Tenley é muito jovem. Acaba de fazer 21 anos e sofreu demais. Ela é uma lutadora que conseguiu se libertar de um torpor enorme e começou a se permitir amar e ser amada, mas as inseguranças, o medo de perder seu novo amor, e as descobertas que vai fazendo sobre ele, atrapalham suas escolhas e podem levá-la a caminhos ruíns.

Hayden, sofre da mesma maneira. Se apaixonou por Tenley como nunca pensou ser capaz, mas não se sente merecedor do seu amor, mesmo assim o rapaz é persistente e super protetor. Ele descobre parte do passado traumático dela e deseja salvá-la e protegê-la de toda a dor. Mas a vida coloca muitos obstáculos para separá-los e talvez os dois não sejam capazes de atravessá-los.

O livro e absolutamente lindo. Emocionante, em alguns momentos doloroso, mas carregado de paixão e amor. Sentimento recém descoberto pelos dois protagonistas que nunca tinham amado verdadeiramente antes. Eles são lindos e perfeitos em suas imperfeições e problemas. Um par de pessoas destruídas por seu passado e escolhas ruíns que se encontram e podem juntas se fortalecer e se curar. 

À Flor da Pele é todo narrado em primeira pessoa, intercalando o ponto de vista dos dois protagonistas, o que é maravilhoso, pois podemos perceber as emoções vivídas pelos dois.

Me apaixonei completamente pela história de Tenley e Hayden e não vejo a hora de ler a continuação Marcados para Sempre.

Saiba mais sobre a Série, AQUI.


O que eu tenho para dizer... leiam!









4 comentários

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por