( Resenha ) Mulheres Perigosas de George R. R. Martin @EditoraLeya

Editora Leya
Leia a sinopse AQUI.

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Resenha


Com o aval de um dos maiores mestres da fantasia, George R. R. Martin, a antologia intitulada Mulheres Perigosas contém 21 histórias que envolvem magia, ciúme, ambição, sedução e rebeldia, com mulheres fortes, corajosas e muito perigosas. 

Este livro é uma verdadeira obra prima construída com muita criatividade, que retrata a importância das mulheres como protagonistas. Sendo elas elementos principais da sociedade. O feminismo tem crescido consideravelmente e o papel das mulheres tem se tornado cada vez maior e mais evidente.

Todos os contos são realmente incríveis, recheados de características singulares, contudo, escolhi dois que mais gostei para falar um pouco sobre cada um deles. Como são contos, não posso me estender já que certamente entregaria algum spoiler.

Ou meu coração está partido, de Megan Abott 

Lorie e Tom tinham se conhecido seis anos atrás, por um acaso. Na época ele ainda estava na escola e trabalhava para a mãe nos fins de semana, pois ela era dona de um pequeno prédio de apartamentos no lado norte da cidade. 

“Ninguém nunca acha que alguma coisa vai acontecer com sua menininha. Era o que Lorie continuava a dizer. Tinha dito isso aos repórteres, à polícia, todos os dias durante as três semanas desde o acontecido.” 

Certa vez Tom chegou em casa e encontrou-a vazia, Lorie e a filha deles, Shelby, não estavam em lugar nenhum. Preocupado ele entrou em contato com Lorie, que um pouco confusa afirmou que durante uma breve distração em um café, possivelmente uma mulher estranha levou Shelby sem deixar rastros. No entanto, ninguém conseguia confirmar a história contada por ela. 




Havia algo errado com Lorie e Tom estava determinado a descobrir do que se tratava, antes de qualquer outra pessoa. De repente, ela parecia completamente diferente da mulher que ele conhecia. 

“Acho que alguém deveria lhe contar sobre sua esposa”, dizia o assunto do e-mail.”


Virgens, de Diana Gabaldon

No instante em que Ian Murray viu o rosto de seu melhor amigo, Jamie Fraser, ele soube que algo terrível havia acontecido. 

“Que inferno aconteceu?”, pensou ele, angustiado. “Por que você está aqui?”

Brian Fraser, o pai de Jamie estava morto e certamente não foi natural, pois se tivesse sido, Jamie estaria em Lallybroch, não ali naquele estado. Alguma coisa muito errada estava acontecendo com Jamie. 

“— Quem? — perguntou ele em voz rouca, relaxando um pouco o aperto. — Quem o matou?
Mais silêncio. Depois Jamie respirou com um som que parecia tecido sendo rasgado.
— Eu matei — contou ele, e começou a chorar, sacudido por silenciosos soluços dolorosos.”
Todavia, parecia que as surpresas não iam terminar tão cedo. Principalmente depois que Jamie conheceu Rebekah, uma mulher que não se assemelhava a nenhuma outra. 


Eu simplesmente não consegui parar de ler até finalmente chegar ao final, este livro é sensacional. A narrativa é cadenciada e envolvente. Todos os pontos se encaixam perfeitamente. 

A escrita dos autores é detalhista na medida certa, transportando facilmente o leitor para dentro de cada uma das histórias construídas com esmero. 

A capa é maravilhosa, com uma ilustração que remete diretamente ao conteúdo. A diagramação é simples e minimalista, antes dos contos tem uma biografia sobre os autores. A revisão é ótima.

Dou cinco estrelas e recomendo!!!


Um comentário

  1. Ingrid!
    Que livro fenomenal!
    Mostra mesmo o quando as mulheres tem criado poder e tomado as rédeas de suas vidas, sem precisar depender dos homens.
    Importante o livro e com aval do George Martin, deve ser maravilhoso!
    Desejo uma ótima semana!
    “Onde há estudo - há sabedoria.” (Textos Judaicos)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por