( Resenha ) O Guardião de Nicholas Sparks @editoraerqueiro

Editora Arqueiro

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse AQUI.

Resenha




“Embora amasse Jim e soubesse que parte dela sempre o amaria, a dor não era mais tão forte quanto antes. Ela se lembrava das lágrimas e de como a vida se tornara vazia depois da morte dele, mas a dor dilacerante havia ficado para trás. Agora, quando pensava em Jim, era com um sorriso no rosto, grata por ele ter feito parte de sua vida.”

Já fazia quatro anos que Julie Barenson tinha perdido o marido, Jim, para um tumor no cérebro. Ela se tornou viúva muito jovem e no início sentia como se também já não vivesse mais. Julie não sentia que ficaria bem, principalmente, porque durante metade do tempo não achava nem que seria capaz de chegar ao fim do dia sem desmoronar, no entanto, o tempo passou e a dor amenizou. 

Jim deixou para Julie um presente especial, um cachorrinho da raça dinamarquês, considerada a mais doce do mundo. Logo, ela o nomeou de Singer, pois desde a primeira vez que o viu, ele não parava de ganir. De certo modo, Singer contribuiu para que Julie seguisse em frente. 

Todavia, Singer vinha agindo de modo estranho desde que Julie voltou a sair e não tinha gostado de nenhum dos homens que apareceram à sua porta nos últimos meses. Singer era uma versão grande e peluda de um namorado ciumento. 

“Foi justamente quando Julie começara a se perguntar se ainda existiam pessoas normais como Jim ou o que nela parecia atrair homens esquisitos – como um letreiro em néon anunciando “Disponível, Normalidade Não Exigida” – que Richard entrou em cena.”

Depois do primeiro encontro, Richard ainda parecia normal. Ele era consultor da J. D. Blanchard Engineering, a empresa que estava consertando a ponte sobre o Intracostal Waterway, nos arredores de Cleveland, eles se conheceram quando Richard foi ao salão onde Julie trabalhava, para cortar os cabelos. Então, ela acreditava que finalmente tinha encontrado uma luz no fim do túnel. 

“Gostava de homens que riam, e Mike ria muito.
Ela adorava sua risada. 
Mas sempre que começava a seguir essa linha de raciocínio, Julie logo ouvia uma voz interior dizer: Não faça isso. Mike é seu melhor amigo e você não quer estragar as coisas, quer?”

Jim e Mike tinham sido grandes amigos, Mike foi padrinho do casamento deles, e foi nele que Julie procurou apoio depois da morte de Jim. Julie via Mike apenas como um ótimo amigo, um irmão, alguém que ela não hesitaria em chamar numa emergência. Julie sabia sobre os sentimentos de Mike com relação a ela, mas seus sentimentos por ele eram confusos. 

Mike conseguia consertar praticamente qualquer coisa, era o perfeito faz-tudo, um verdadeiro cavaleiro de armadura brilhante quando apareciam vazamentos na pia da cozinha ou quando o triturador do lixo dava defeito. Ele e Henry eram donos da oficina mais concorrida da cidade e, enquanto Henry lidava com a papelada, Mike se encarregava do trabalho pesado. 

“Sentia falta de conversar com ela, de ver seu sorriso, ouvir sua risada. De observar o modo como no final da tarde, quando o sol estava na posição certa, seus olhos pareciam mudar de cor, de verde para turquesa. De ouvir sua respiração rápida quando ela estava no fim de uma história engraçada. Até do modo como ela às vezes lhe dava soco nos braços.”

Quando Julie se dá conta de que Mike mexe muito mais com seu coração do que sequer imaginava, ela se sente dividida entre ele e Richard. Entretanto, algumas escolhas erradas podem trazer consequências desastrosas para a vida dela. 

O guardião é um romance emocionante e inesquecível, com um toque de suspense. Narrado em terceira pessoa permite ao leitor maior conhecimento sobre os personagens e maior aprofundamento sobre a trama. Tornou-se um dos meus queridinhos do autor, cuja escrita é apaixonante. 

A capa é linda, delicada e romântica, representa muito bem a história. A diagramação é simples e a revisão ótima. 

Dou cinco estrelas, favorito e recomendo para quem gosta do gênero e procura uma leitura surpreendente!!!


4 comentários

  1. Ingrid!
    Sou totalmente rendida aos livros do Nicholas e ver mais um romance arrasador que traz dúvidas a protagonista e ainda tem um cachorro ciumento que é tipo um termômetro para as escolhas dela, me deixou fascinada.
    Quero ler.
    “Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um o ajuda a ganhar a vida; o outro a construir uma vida.” (Sandra Carey)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Nicholas é um talentoso, meu deus, quando assunto é romance ele é o rei haha
    Enfim, achei que marido de Julie deixou o cachorro porque acho que animais faz enorme diferença na vida das pessoas. Ele vai ajudar bastante Julie depois da perda do amado. Acho que tinha ligação bem forte com marido, porque demorou muito (4 anos) para abrir seu coração novamente. E parece que foi destino parecer Richard na vida dela. Espero que agora ela siga em frente agora. Adorei a historia, porém sou suspeita em falar porque adoro romance. Achei a outra versão da capa mais bonita. Por fim, tenha otimo final de semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Apesar de ainda não ter lido nenhum livro desse autor, vários costumo me interessar, e após essa sua resenha dizendo que esse foi um dos seus queridinhos já quero começar a lê-lo. Enfim amo romances, principalmente esses surpreendentes, que te prende do começo ao fim, te envolvendo com a história dos personagens, de tão bem construído. Já quero saber qual será a decisão da personagem e com quem ela vai ficar, espero um final feliz.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ingrid,
    Tive poucas experiências com livros do Nicholas Sparks, mas todas foram muito boas. O autor sabe juntar drama com romance e criar histórias emocionantes e, mesmo, que muitos digam que ele tem uma "fórmula" para escrever, não dá para negar sua habilidade com as palavras. O guardião trata do luto e de como seguir em frente quando ainda se ama a pessoa que perdeu. Achei a premissa muito interessante e a inserção do cachorro na história só me deixou com mais vontade de ler, pois adoro livros que tenham animais e que explorem a relação dos humanos com seus companheiros de quatro patas!!

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por