( Resenha ) A Verdade e outras Mentiras de Sascha Arango @Suma_BR

Suma de Letras
Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Sinopse

Henry Hayden parece um cara legal. Um autor famoso, mas humilde. Um marido devoto, embora pudesse ter a mulher que quisesse. Um amigo generoso. Alguém admirável. Mas Henry Hayden é uma mentira, uma máscara. Seu passado é um segredo, e seus planos mais ainda. Ninguém além dele e da esposa sabem que é ela quem escreve os livros que o deixaram famoso. Mas quando a amante aparece grávida, Hayden vê sua vida tão cuidadosamente construída em risco, e na tentativa de encontrar uma solução definitiva para o problema, comete um erro terrível. Agora, não só a polícia está atrás de Hayden, como seu passado também tenta alcançá-lo. Costurando mentiras, verdades e meias-verdades em uma tentativa de sobreviver, ele monta uma história complexa que talvez seja sua única chance de escapar da beira do abismo.

Resenha

"Martha o alertara antes, dizendo que o sucesso era apenas uma sombra que mudava de acordo com o sol. Mais cedo ou mais tarde, temia ele, o sol vai se pôr, e todos perceberão que eu não existo."
A verdade e outras mentiras conta história de um "escritor" que possuí vários best sellers publicados e é sensação entre as mulheres (no meio literário). 

Com histórias que misturam mistério e romance, Henry Hayden construiu uma fama e leitores fieis. Além, é claro, uma pequena fortuna e a possibilidade de ter uma vida tranquila ao lado de sua esposa.

Martha e Henry são casados há muitos anos e eram muito felizes juntos. Compartilhavam interesses em comum, uma casa, a rotina e alguns segredos.

A verdade é que como qualquer relacionamento que funciona, Martha e Henry eram muito amigos e confiavam muito um no outro.

"Lágrimas seriam derramadas e haveria muito sofrimento, inclusive para ele. Seria o fim da confiança e da harmonia entre Martha e ele, mas também um ato de libertação. Henry não seria mais um babaca desprezível, nem teria mais tanta vergonha de si mesmo. Tinha que ser feito. A verdade antes da beleza, e todo o resto se arranjaria depois."

Mas logo no início do livro temos a apresentação de Betty. Uma editora chefe da editora que publica os livros de Hayden e também amante do escritor. A linda jovem foi quem descobriu o potencial de Hayden e indicou para o chefe a publicação de Frank Ellis, primeiro livro lançado de Henry.

Tudo estava bem até que Betty revela que está grávida e toda vida de Henry vira de cabeça para baixo. A notícia implicaria em contar para Martha sobre seu caso, bem como o término de seu casamento.

"Ela era sua amante, nunca seria uma boa mãe. Um filho lhe daria poder sobre Henry: destruiria seu disfarce e o pressionaria até as últimas consequências."

Além de não estar nos desejos de Henry ser pai, outra coisa atrapalhava toda a sua vida, o grande segredo de sua vida: ele não escreveu nenhum de seus livros.

Martha era a única que sabia de toda verdade. O acontecimento iria destruir toda a vida que ele construiu com sua esposa, bem como qualquer possibilidade de prosseguir com sua própria vida.

"Eles ficavam felizes em fazer as coisas juntos e lucravam um com o outro; Henry tinha a impressão de que não poderia estar mais satisfeito. Cabia apenas a ele não destruir essa harmonia."
Vários planos passam pela cabeça de nosso protagonista e somos enviados ao passado por vários capítulos. Tudo com o intuito de deixar o leitor por dentro dos sentimentos e implicações que cada decisão pode causar.

Além do trio, também temos vários coadjuvantes interessantes e que poderiam facilmente ser protagonistas em outras histórias. Aqui fica minha primeira observação, acredito que os coadjuvantes tem bastante potencial e foram bem apresentados, porém não foram tão bem utilizados na história. Deixando a desejar em alguns momentos.

"Um assassino precisava estar alerta. Seu maior inimigo eram os detalhes. Qualquer palavra impensada, qualquer insignificância esquecida, o erro medíocre que destruía tudo. O assassino precisava lembrar-se o tempo todo do crime e ainda assim calar-se dia após dia. Calar-se, porém, era contrariar a natureza humana. Guardar um segredo não era fácil. Ficar em silêncio durante toda uma vida era uma tortura. Desse ponto de vista, o assassino começava a pagar pelo crime no dia em que o cometia."

A trama vai girar em torno de Henry tentando encontrar uma forma de se livrar de seu problema com Betty e também não se atrapalhar na rede mentiras que é a sua vida.

Uma decisão que não sai como previsto coloca Hayden em uma situação mais complexa do que aquela que ele pretendia se livrar. E com a polícia investigando o caso, ele precisa pensar muito bem em cada passo que irá tomar.

Confesso que fiquei muito empolgada quando li a sinopse do livro e alguns comentários sobre a obra. Geralmente quando vamos com muita expectativa para uma leitura acabamos nos decepcionando. Dessa vez não foi diferente.

Pensei que o livro seria um suspense tenso, que deixaria até o final com aquela pulguinha atrás da orelha, mas não foi o que aconteceu. Os segredos do livro foram exatamente o que eu imaginava e não consegui me conectar com nenhum dos personagens principais.

Para falar a verdade a trama envolvendo os coadjuvantes me prendeu mais do que a história central. Ponto positivo para a construção da história do dono da editora e também do pescador, gostaria de ter um aprofundamento maior da história dele e de sua esposa (quem sabe um próximo livro).

Foi uma leitura um pouco mais demorada que o costume, mas pode ser por conta de não conseguir me prender com o suspense. Mas o livro tem um boa escrita e uma história bem construída.    

"Nossos piores erros eram mesmo aqueles que não percebíamos."

Nenhum comentário

Postar um comentário

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por