( Resenha ) Taint de S.L. Jennings @EditoraCharme

Editora Charme

Clique na capa e compre o livro na Saraiva


Leia a sinopse, AQUI.

Resenha


Justice Drake é um homem com um trabalho incomum. Ele administra um oásis no meio do nada e lá ensina mulheres ricas a serem mulheres perfeitas na cama. Seus maridos e muitas vezes elas mesmas, pagam fortunas para estarem lá. Com homens muito ricos e muito infiéis, estas mulheres querem recuperar um pouco do seu casamento, reconquistando seus maridos que as veem somente como enfeites para a sociedade.

Justice é muito direto e na maioria das vezes até indelicado, quando ensina as donas de casa endinheiradas a como se soltar mais no sexo. O que a princípio assusta a maioria, ao longo das semanas que passam juntos, elas , senhoras e jovens, vão se soltando e se aprimorando. 

Eu sou muitas coisas: grosso, teimoso, estupidamente honesto, prepotente, mas uma coisa eu não sou: descuidado. Conheço meus limites e nunca os cruzo. 

Justice parece arrogante e machista, mas perde as estruturas quando dá de cara com a ruiva Ally. Ela sai totalmente do padrão das mulheres atendidas com frequência. Não tem peitos de silicone, nem lábios repuxados, não esconde suas delicadas sardas com maquiagem e seu discurso não é fútil. O que afinal de contas Ally fazia ali?

Olho para ela, olho-a de verdade, e minha cabeça dá giros agitados.
(...) Pequenas sardas marcam seu nariz esguio, dando a ela uma aparência jovial, quase inocente. O fato de ela não tentar esconder esse pouquinho que a sociedade deve repelir me deixa intrigado. Droga, isso faz com que ela pareça selvagem. Um pequeno ato de rebeldia, ainda assim um enorme "Vai se ferrar" para um mundo que celebra o narcisismo e as aparências.

Ela o atraiu desde o primeiro momento, o que fez com que Justice se esforçasse para se manter afastado, já que as regras (que ele mesmo criou) eram claras sobre não se envolver com uma cliente. Mas Justice não era imune ao olhar dela, não conseguia se manter afastado e adorava receber as visitas furtivas de Ally quando estava nadando. Os dois acabam tendo vários papos interessantes e se tornam quase amigos, mas a atração aumenta com a proximidade.

Ele sabe que Ally está disposta a se esforçar e voltar para seu marido infiél. Desde que casou, ela nutria a esperança de vê-lo mudar, mas isso nunca aconteceu, e agora via este tempo com Justice,  apenas como uma oportunidade de salvar seu casamento. 










Ah Justice Drake.... O homem é o sexo em pessoa. Ele é lindo, másculo, habilidoso e sedutor, mas se mostra frágil e inseguro quando pensa em Ally. A tentação da proximidade dela é enorme, e os dois acabam sucumbindo ao prazer e ficam juntos, mas Justice sabe que no final, ela nunca o escolheria. 
Isso não é um filme em que o perdedor ganha a garota salvando-a de uma vida sofrida. Isto é a vida real, e, neste episódio de "Estilo de vida dos Ricos e Solitários", o mocinho não resgata a mocinha de seu marido mulherengo.
Não. Nesse programa, ela é ensinada a transar com o marido.


Ele deseja ficar com ela. Com a única mulher por quem sentiu mais do que atração. Ela é engraçada, desajeitada em alguns momentos, linda, doce e tem a estranha mania de fazê-lo escolher sempre entre duas opções, como se isso fosse algo essencial.

Ally é uma personagem doce e integra, com um marido absolutamente desprezível (traidor e egoísta). Ela tenta se conter e se culpa por se envolver com Justice, mas se sente amada e desejada e não consegue resistir a viver tudo isso pela primeira vez.

Com um enredo que tem como pano de fundo uma história original, vemos um romance cheio de tensão sexual, com um personagem (Justice Drake) que tinha tudo para ser um canalha, mas que quando entra no campo do amor é apaixonado e inseguro.  

Ela suspira, ainda não se afastando. Sorrio com ironia.
- Vá em frente, Ally - digo, dando um passo ainda mais perto, deixando-a sentir o que está fazendo comigo. Mostrando-lhe que, embora eu a faça se sentir pequena, ela tem o poder.

O livro é todo narrado em primeira pessoa por Justice. Esse é sem dúvida um livro quente, mas com um romance lindo. <3
Cheio de descobertas, amor, sensualidade, diálogos interessantes, sorvetes em frente a TV e escolhas, Taint é um romance interessante.

Adorei e recomendo!



Um comentário

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por