( Resenha ) A Garota na Teia de Aranha - Livro 4 da Série Millenium de David Lagercrantz @ciadasletras Continuação da Série de Stieg Larsson

Companhia das Letras

Clique na capa e compre o livro na Saraiva


Leia a sinopse, AQUI.

Resenha


A Garota na Teia de Aranha é o quarto livro da famosa série Millenium - quarto entre aspas - é bom esclarecer que a série Millenium criada pelo escritor Stieg Larsson foi interrompida com a sua morte – aos cinquenta anos de ataque cardíaco, cabendo a David Lagercrantz escrever esta trama que dá seguimento a série.

É claro que o leitor que acompanhou a trilogia vai perceber as diferenças de narração do criador para o seu sucessor, mas David Lagenrcrantz tentou seguir o estilo, mudando o foco narrativo várias vezes como Stieg fazia. Mantendo os personagens principais e alguns secundários das tramas anteriores, e ele vai além dos temas já abordados na série, inserindo com riqueza de informações novos temas como segurança nacional, linguagem virtual, inteligencia artificial, autismo, fazendo ligações entre eles para que o leitor entenda todo o enredo desta trama que é entrelaçada em uma grande teia.

O título do livro atrai os leitores fãs da heroína Lisbeth, pois sugere a sua participação como principal e vai causar uma certa ansiedade e até uma irritação no leitor, porque Lisbeth só aparece mais ou menos cem páginas depois. A ação parece ter tido um proposito por parte do autor que também fornece mais informações sobre a vida da heroína. Em A Garota na Teia de Aranha, Lisbeth deverá enfrentar e amarrar pontas soltas de seu passado e desta vez contra uma inimiga muito próxima.

A trama começa a se armar com Frans Balder, cientista sueco que pesquisa sobre inteligência artificial e que descobre um esquema de venda de segredos industriais, com ramificações na poderosa NSA, a agência digital do Estados Unidos.

Frans tem um filho autista, August de 8 anos, o menino não fala e é um savant. Frans assume a tutela do filho ao saber que ele está sendo negligenciado pela mãe e pelo padrasto. Ao voltar para Suécia descobre que ele próprio está sendo ameaçado pela Máfia Russa, que quer seu projeto.

Mudando o foco encontramos Mikael Blomkvist, agora sem o status de celebridade jornalística de antes e mal com a crise na Millenium, que foi comprada por um grupo que demonstra a intenção de modernizá-la e inseri-la no mercado no qual as redes sociais, cada vez mais, ditam as regras. Ele sente falta do jornalismo investigativo e das grandes noticias.

A vida de Mikael ganha um novo sentido quando Frans o procura, com a certeza de que sua vida corre perigo.

“- Porque... - Frans hesitou- Porque estou com um pressentimento de que não me resta muito tempo, ou melhor, é bem mais que um pressentimento. Acabei de saber que minha vida está correndo risco, e há algumas horas um homem estava bisbilhotando o pátio aqui da minha casa. Para dizer a verdade, estou com medo e quero passar adiante as informações que tenho mais rápido possível . Não quero que estas coisas fiquem apenas comigo.”
-Tudo bem.
-Tudo bem o quê?
-Estou indo...se eu conseguir um táxi.

Mikael não chega a tempo. Frans é assassinado e como única testemunha, seu filho August passa então a correr risco de morte.

Mikael começa a investigar com a ajuda da inteligente Lisbeth e juntos tentam resolver esta intrincada trama que envolve a NSA, Industria de HARWARE E SOFTWARE, espionagem industrial, máfia russa e conflitos familiares.

Com um enredo cheio de ação, mistério e suspense A garota na teia de aranha nos prende em uma intrincada trama inteligente e envolvente. 

O livro realmente merece fazer parte da série Millennium, mas vou torcer para que p autor explore mais a personagem Lisbeth no próximo, que com certeza virá.


Um comentário

  1. Sou apaixonada pela Trilogia e adoro Lisbeth! To com medo de que esse livro estrague isso...

    www.mulhermelhore.com

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por