( Resenha ) A Evolução de Calpurnia Tate de Jacqueline Kelly @UnicaEditora

Única Editora


Clique na capa e compre o livro na Saraiva


Leia a sinopse, AQUI.

Resenha



A evolução de Calpúrnia Tate, de Jacquelinse Lekky, tem uma narrativa leve e envolvente e nos conta a história de Calpúrnia Virgínia Tate, mas conhecida como Callie Vee. 

A história se passa no intenso verão do Texas de 1899 na fazenda de algodão da família Tate.

Todos seguem normalmente seus dias, cada um com suas obrigações, até que a esperta e curiosa Callie, a única menina dos sete filhos, demonstra interesses contrários ao de uma jovem de boa família da época.

Aos onze anos de idade é de se esperar que as meninas desenvolvam habilidades para administrar a casa e o casamento. Mas Callie gosta mesmo da liberdade de se banhar no rio, de observar gafanhotos, sapos e as diversas plantas que encontra na fazenda.

Enquanto a melhor amiga Lula demonstra ser muito habilidosa para as atividades domésticas, Callie Vee interessa-se por livros científicos. Seu maior desejo é emprestar um livro de Charles Darwin da biblioteca distrital.


- Por favor a senhora tem um exemplar do livro do senhor Darwin?
... Ela cortou minhas asas com um olhar amargo e disse: - É lógico que não tenho. Não ia deixar uma coisa dessa na minha biblioteca! Eles têm um exemplar na biblioteca de Austin, mas eu teria de encomendá-lo pelo correio. São cinquenta centavos. Você tem cinquenta centavos?
- Não senhora -eu podia sentir que estava ficando vermelha. Nunca tinha tido cinquenta centavos na vida.
E - ela acrescentou, - eu precisaria de uma carta da sua mãe que autorizasse você a ler esse livro em particular. Você tem essa carta?
- Não senhora - respondi mortificada. Meu pescoço estava começando a coçar, um sinal que anunciava uma erupção de urticária.

A decepção foi grande, mas a curiosidade e a liberdade de estar em contato com os animais e com as plantas da fazenda acaba aproximando Callie do avô Water, o Capitão Tate, um senhor naturalista que passa os dias entre a biblioteca e o laboratório envolvido com seus experimentos.

Depois que Callie conta-lhe sobre sua frustrada visita à biblioteca distrital, um convite e um presente do avô a surpreende...

O vô alcançou a prateleira de livros. Vi o Inferno de Dante ao lado de A ciência do balonismos de ar quente. Havia Um estudo da reprodução dos mamíferos e Um tratado sobre como desenhar uma mulher nua. Ele tirou um livro coberto com um luxuoso marroquim verde e com detalhes elegantes em ouro. Lustrou-o com a manga da camisa, embora eu não visse poeira nele. Ceriomoniosamente, curvou-se e o ofereceu pra mim. Olhei pra ele. A origem das espécies. Aqui, na minha própria casa. Recebi-o com as duas mãos. Ele sorriu.
Assim começou minha relação com vovô.

Daí em diante a relação entre avô e neta é enriquecida a cada tarde. Callie registra todas as suas observações das explorações feitas com o Capitão Tate na caderneta que ganhou de Harry, o irmão preferido. Até a descoberta de uma nova espécie de planta... 

Assim a autora Jacqueline Kelly nos remete aos dias de Callie. É no ano da virada do século, quando chega a primeira linha telefônica na cidade que Callie passa a questionar novas possibilidades para o seu futuro. Ser telefonista ou professora? Muito mais fácil e interessante do que aprender piano, cozinhar, costurar, bordar ou cuidar de bebês. Ou quem sabe ser uma cientista?

As relações vivenciadas com as pessoas mais próximas: o incentivador Capitão Tate, a exigente mãe, os incansáveis irmãos, a dedicada cozinheira Viola, a única amiga Lula... todas reforçam o que Callie traz dentro de si: a certeza de que sua vida só tem sentido ao dedicar-se ao mundo das ciências naturais.

Recomendo a leitura do livro.
Prepare-se para a desbravadora e independente Calpúrnia Virgínia Tate!

5 comentários

  1. Adorei sua postagem. Não conhecia o livro e a leitura parece ser bastante agradável, então vou colocar na lista. Vai que eu também me encanto por ele, né?
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha, deu pra conhcer muito bem o livro.
    A historia parece ser linda, ainda mais por mostrar a relação de Callie com seu avô. Mas achei muito legal como no decorrer ela vai se conhecendo, entendendo e tendo mais curisosidade em relação às coisa que vão surgindo, e a certa do que ela gosta de fazer.

    ResponderExcluir
  3. É bem bacana esse interesse que ela tem por livros e essa determinação para ler determinado livro que tinha na própria família, mas não sabia e isso acabou aproximado-a do avô. Gostei da resenha muito boa, fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  4. Adorei o Livro.. achei interessante e diferente, envolvente e Perfeito.. fiquei com vontade de ler.. já anotei na minha lista de desejos.. obrigada!!

    ResponderExcluir
  5. Grandes emoções parecem não faltar na trajetória de Callie.
    Tenho vontade de ler esse livro há um tempinho e sua resenha me deixou com o dobro de vontade de lê-lo.

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por